Número total de visualizações de página

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

À Isaura

Quantos anos passaram
Sobre as nossas gargalhadas?
Andámos tanto tempo juntas,
Que me não lembro de mim
Sem ti.

Tantas estradas cruzadas,
Tantas cartas escritas,
Tantas horas ao telefone
Tanta vida comum,
Mesmo estando separadas.

Quando adoeceste,
Estive a teu lado.
Mas quando morreste,
Levaste um bocado
De mim e de nós!

Helena

14 comentários:

  1. Helena
    Que lindo.
    Poesia é uma arte e voce é uma grande artista!
    Te admiro!
    com amizade e carinho de monica

    ResponderEliminar
  2. Helena
    Queria mostrar-lhe como senti e, entendi o seu belo poema.
    Há anos, fiz isto. Nada é, ao pé do seu mas, ficará a saber, como a entendi.

    Á Guida

    Minha irmã que não foste!
    Nem pai nem mãe tivemos em comum
    E o laço entre nós duas mesmo assim
    Era tão forte como mais nenhum

    E vais morrer. Eu sei que vais embora
    E não posso fazer nada! Nem prender-te
    Nem falar de amizade de ternura,
    Nem a saudade que já tenho vou dizer-te

    Contigo, vai também alguma coisa
    Da nossa vida que era teu e meu,
    Segredos, amarguras, também horas felizes
    E que agora, se tu partes, se perdeu.

    Comigo, ficam todas as lembranças
    Duma amizade antiga, inteira, forte
    Uma amizade tão grande minha amiga
    Que vai durar até depois da morte.
    Maria

    Um beijinho, Helena, da
    Maria

    ResponderEliminar
  3. Minha querida Mônica
    Como eu hosto das suas visitas a este meu/seu cantinho. Beijos

    ResponderEliminar
  4. Cara Maria
    Que semelhança no olhar do outro. Bem vinda!

    ResponderEliminar
  5. ...amanhã
    fará uma quinzena
    porque todos os dias contam
    nesta imensa pena de apenas te poder lembrar

    foram mais de sessenta anos
    onde o cordão que nos unia
    era tão visível
    que talvez a parteira se tivesse esquecido
    de o cortar
    sei lá

    levei-te de novo para a Luz
    onde o carinho é igual à medicina
    onde conquistámos
    (reunidas todas as vontades)
    mais sete meses de vida

    não foi muito e foi tanto
    tanto que ninguém ousava acreditar
    mas tu sabias que nenhum de nós
    alguma vez desistiria de ti

    terça à noite
    dei-te sem saber o último beijo
    e disse-te num aceno sorridente
    "amanhã eu volto"
    e tu
    parecias contente
    seguiste-me com o olhar até à porta do quarto

    e voltei
    mas voltei tarde demais
    (poucos minutos depois)
    eu sei que te rodearam de apoio
    e de cuidados
    só faltou mesmo repetir o "milagre"

    partiste em paz
    sabias-te amada e desejada
    partiste
    no melhor lugar do mundo para se partir...

    anda um grito por gritar aqui no peito
    cerro os dentes e a vontade
    e agora...agora
    diz-me MÃE
    o que vou eu fazer com esta dor e esta saudade?...
    ----------------------------------------------
    (Permita-me Helena que com este desabafo, faça uma homenagem ao pessoal maravilhoso,Drª Rita Abril e Drª Isabel Galriça Neto, todos os enfermeiros e pessoal administrativo e auxiliar dos Cuidados Paliativos do Hospital da Luz

    ResponderEliminar
  6. Minha querida ERA UMA VEZ
    Comovi-me muito com esta dádiva que me fez. Sou muitíssimo amiga da Isabel Galriça e vou mandá-la vir aqui.
    Pior que perder a Mãe, só perder um filho.
    Vinte e muitos anos passados sobre a morte da minha no dia de Natal, ainda hoje não chorei por inteiro a sua ausência.
    Um apertado abraço

    ResponderEliminar
  7. Obrigada querida Helena pelas "palavras certas" que sempre encontra a cada momento...

    Seremos um País desenvolvido e humanista...quando todos se poderem despedir da vida junto da família, do pessoal mais bem formado que conheci, num lugar de LUZ, seja ele onde for, onde a meiguice,a dignidade e os objectos hospitalares coabitam e se confundem...

    O maior abraço.

    ResponderEliminar
  8. aah mt legal seu blog ,, gosteiie pra carampa ,, parabens !! Seguindo concerteza .... segue de volta ta !! Bezooh ..

    ResponderEliminar
  9. Um grande poema, gostei de ler, desejo lhe um Bom Carnaval

    ResponderEliminar
  10. helena
    Estive em Araxa e me lembrei de seus poemas!
    com amizade Monica

    ResponderEliminar
  11. helena
    com amizade e carinho Monica feliz Páscoa

    ResponderEliminar
  12. Mônica minha querida
    Só hoje vim aqui e vi os seus comentários. Bem haja!

    Abraço

    ResponderEliminar
  13. para si
    para o Miguel

    as palavras
    ficam
    vazias
    de dor

    Pedro

    ResponderEliminar
  14. É extraordinário, como num momento de dor extrema faz um poema onde diz tudo, de uma forma tão maravilhosa.

    ResponderEliminar