Número total de visualizações de página

quinta-feira, 10 de março de 2011

Metade do que sou

Metade do que sou
É alegria
A outra metade
Melancolia.
Metade do que sou
É esperança
A outra metade
Desconfiança
Metade do que sou
É solidão
A outra metade
Festa
Metade do que sou
É turbilhão
A outra metade
Silêncio.
Quem me dera poder ser
Apenas a metade
Que tu desejas ter!

Helena

2 comentários:

  1. Como estas palavras me acertam nesta fase da minha vida...

    ResponderEliminar
  2. quem me dera ser
    nada do não ser
    tudo para ser

    ResponderEliminar